UFMS realiza “Semana do Lixo Zero” e promove desenvolvimento ambiental

Evento conta com pontos de coleta, oficinas e participação da comunidade universitária

Gabriela Cenciarelli e João Pedro Buchara

Promovida pelo Instituto Lixo Zero em diversos estados brasileiros, a Semana do Lixo Zero tem como um dos objetivos promover e gerir a responsabilidade social na geração de resíduos, criando uma sociedade mais consciente. Tendo isso em vista, o evento se espalhou por todo o Brasil e foi adotado na UFMS a partir de 2019 que, desde então, tenta cumprir com a missão do desenvolvimento sustentável. Neste ano, ela ocorreu na universidade de 25 à 31 de outubro e, localmente, foi liderada pela Diretoria de Desenvolvimento Sustentável (DIDES) que, visando aumentar as ações ambientais da universidade, a expandiu para os nove campus do estado.

Ponto de coleta de resíduos recicláveis na UFMS (Foto: Gabriela Cenciarelli)

Coordenado pela professora da Faculdade de Engenharias, Arquitetura e Urbanismo e Geografia (Faeng) da UFMS Karina Righi Cavallaro, o evento teve pontos de coleta nas cidades universitárias, onde alunos e professores se voluntariaram para receber e separar os resíduos recebidos. Eletrônicos, remédios fora do prazo de validade, óleo de cozinha, pilhas, baterias e lâmpadas foram coletados e encaminhados para destinos ambientalmente corretos. Leonardo Chaves de Carvalho, diretor da DIDES, disse que doze associações e cooperativas de catadores, distribuídas por todo o estado, darão a destinação ambientalmente correta aos materiais coletados. “Em Campo Grande, a Solurb é a concessionária municipal de coleta e de lixo e vai coletar os recicláveis e levar lá para a unidade de tratamento, a UTR, onde tem três cooperativas e uma associação que vão se beneficiar de todos os recicláveis que a gente recolher”, complementa ele.

Carvalho explicou ainda sobre a necessidade de haver oficinas que ressaltem a importância da sustentabilidade para crianças, jovens e universitários. “Se a gente consegue desenvolver ali no pequeno, conseguimos criar adultos mais engajados”, ressaltou. Por isso, o evento contou com oficinas presenciais – na cidade universitária e no Colégio Nova Geração – e online, na busca por levar a mudança de consciência para fora de suas paredes.

Leonardo Chaves de Carvalho, coordenador da Dides/UFMS (Foto: Gabriela Cenciarelli)

A semana do Lixo Zero visa criar adultos mais engajados, e conta com estes para promover o desenvolvimento sustentável. E é nesse sentido que Carvalho provoca toda a comunidade universitária: “Eu acho importantíssimo fazer o convite para vocês se engajarem nas questões de sustentabilidade. Não só as questões de administração da universidade, mas também os projetos de pesquisa, estudo e extensão que os professores promovem. Através desses projetos voltados para sustentabilidade a gente consegue o engajamento. Então a gente quer convidar vocês para participarem, porque é um desafio coletivo, que é difícil, porém não impossível. Se cada um fizer a sua parte, o pouquinho que for, a gente consegue um desenvolvimento sustentável para todo mundo, porque é a nossa geração atual, pensando na geração futura”.

Artigos criados 162

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo