Campanha pede justiça para jornalistas assassinados no México

O Repórter fotográfico mexicano, Rubén Espinosa, foi vítima da censura contra a imprensa de Veracruz, o Estado mais perigoso para o exercício do jornalismo no país mexicano. Depois de sofrer ameaças e perseguições, o fotógrafo foi encontrado morto juntamente com mais 4 mulheres num apartamento da Cidade do México. Sua morte gerou uma onda de revolta e escritores, jornalistas e artistas endereçaram uma carta ao presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, pedindo por maiores esclarecimentos e exigindo o fim da censura. Um abaixo-assinado online pede para que os ataques à liberdade de expressão acabem.

Bookmark the permalink.

Comments are closed